Cenário 2020

A construção de uma mandala e de um cenário é um exercício que tem muitas semelhanças. A primeira se trata da criação de um mundo misterioso, demonstrado por figuras coloridas, tipo um tapete composto com areias de diversas cores. Pronta a obra, os construtores a apreciam e desmancham-na em seguida. O segundo é a construção de um tempo que ainda não chegou, rico em detalhes, de maneira a permitir muitas interpretações, especialmente quanto a oportunidades e ameaças que a realidade representada possa significar. Ambos decorrem da capacidade criadora do cérebro humano – a imaginação.

O cérebro humano tens funções semelhantes àquelas do computador. Ele recebe dados pelas portas de entradas (os cinco sentidos), armazena dados, busca dados seletivamente e constrói a informação. Com a sua função exclusiva e diferencial da imaginação, ele cria cenários a partir do presente, projetando através das tendências nele identificadas, um futuro contextualizado no tempo e no espaço. A imaginação é uma das funções cerebrais que tem sido abandonada, num cenário presente.

horizonteA figura ao lado representa a linha do horizonte e o ponto aonde você, caro leitor, se encontra. A estrada asfaltada que liga o hoje e o futuro (2020 no nosso caso), representa o conjunto de decisões e ações que você tem que tomar para estar  tão apto lá, quanto está no hoje, aqui. Quem sabe, primeiro e melhor que os seus concorrentes.

Vou desenhar a minha mandala fundado nas posições de Michio Kaku 1 e em um relatório da Central Intelligence Agency (CIA)2

Hoje estamos numa sociedade que caminha para o multiculturalismo, é científica e razoavelmente tolerante. Cada aspecto com o seu respectivo nível de desenvolvimento e com uma tendência de aprofundamento, apesar do terrorismo que não aceita nada disso. O caminho asfaltado para os três aspectos citados é a internet que, no dizer do físico teórico, ” é o sistema telefônico mundial na nova civilização que estamos tendo a oportunidade de ver nascer”. Também a universalização da língua, onde o inglês já é a segunda mais falada no mundo de hoje; a tendência é de que seja ela a língua da nova civilização.

O surgimento da União Europeia, com povos historicamente beligerantes entre si, apesar de vivenciarmos hoje os contratempos de consolidação do bloco, é um indicador que teremos de início a economia mundial, como fator de unificação territorial, como modelo no novo mundo. Nos próximos cinquenta anos os estados nações ainda deterão o poder político.

Também é evidente o movimento da cultura. O esporte é o grande marco civilizatório. As competições mundiais desconhecem qualquer barreira cultural e linguística. Nesse ponto já vivemos o modelo da nova civilização.O mundo escuta rock and roll, veste segundo padrões ditados por um núcleo de moda e as noticias de uma forma ou de outra, nos chegam com razoável padronização, ressalvando interesses ideológicos. A imprensa, já bastante avançada, na trilha da internet, nos mostra que o terrorismo é a manifestação contraria  àquelas tendências que venho elencando no texto. Ele não admite a ciência e quer a teocracia e o monoculturismo. Intentam implantar o medo como instrumento de frenagem da marcha civilizatória e de enfraquecimento dos governos locais.

Assim, teremos que preparar o nosso caminho com mais habilidade para o trabalho em rede, emprego da internet e fluência numa segunda língua, além do domínio intensivo sobre a nativa. Muita cultura humanista. Atenção nos problemas locais e ser capaz de contextualiza-los em horizontes físicos e temporais mais largos. Grande capacidade de se por no lugar do outro – ter empatia para além das fronteiras locais e desenvolver as capacidade de trabalhar em qualquer parte do mundo, inclusive no terceiro setor.

Referências

1.Michio Kaku é um físico teórico estadunidense. É professor e co-criador da teoria de campos de corda, um ramo da teoria das cordas. Kaku formou-se como bacharel na Universidade de Harvard em 1968, quando ele foi primeiro em sua turma de física

2. Relatório da CIA – Como será o mundo em 2020. Disponível em:http://www.maoslimpasbrasil.com.br/26-manchetes-chamadas-ou-destaques/1972-o-relatorio-da-cia-como-sera-o-mundo-em-2020-i-ii-e-iii

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s