Inovação e princípios

Desde muito cedo, bem antes de me iniciar na linguagem simbólica, a vontade de fazer as coisas de um modo diferente me fascinava. Sempre tive clara noção sobre a forma de organizar a vida, mas a vontade de mudar fez com que fizesse algumas escolhas de ícones. Hoje, percebo que a minha escolha por um personagem de revistas em quadrinhos, o Professor Pardal, faz todo o sentido ao longo dos meus sessenta e três anos. Não é sem razão que estou escrevendo este texto sobre inovação, tendo a minha frente uma rich picture*  que mais parece uma página daquela gostosa revista da minha infância.
pardalA figura ao lado mostra o simpático personagem que agora, discutindo sobre as características da inovação e instrumentalizado pelas abordagens administrativista e simbólica, percebo o alcance do seu criador  Carl  Barks, em 1952.

Ele era um inventor que morava numa cidade onde era muito querido e sempre tinha bons princípios e carinho para com as pessoas, apesar das trapalhadas que algumas das suas invenções causavam. O fundamento da inovação é sempre o bem comum.

Ele é um galo em forma humana e este animal, muito comum no Brasil, especialmente no interior e arredores das grandes cidades, tem uma simbologia muito especial, na historia da evolução dos povos e que se aplica inteiramente aos processos da criatividade e da inovação.

O galo anuncia o amanhecer, o nascer do sol. Ele traz consigo a boa nova, com bondade e a luz sobre o desconhecido (a noite). A inovação também é envolta em tal aura. Ela gera conhecimento e ganho financeiro para alguns mas, em geral, significa melhorias universais a todos os seres.  O anúncio do conhecimento sobre o fim da noite do não saber.

O Professor, quando decidia por desenvolver uma invenção, ele colocava o seu “chapéu de pensador” que, em forma de um telhado continha na chaminé um ninho com três corvos.Então, pensar para inovar é um ato volitivo. O telhado é a conclusão da obra, alicerçada em conhecimento e em tudo aquilo que o galo humanoide simboliza, ou seja, conhecimento mais fineza de propósitos para melhorias e novos amanhãs para a nossa espécie. Decidir por colocar o chapéu e se lançar para o novo – incluindo escrever um texto.

O corvo é um símbolo forte que mostra os três momentos do sol: o nascer, o seu ponto máximo ao meio dia e o seu poente. Significa o conhecimento completo; a luz nas suas três manifestações. Ele também pode representar a boa nova para o homem. Você, caro leitor, pode estar estranhando que eu esteja escrevendo tudo isso sobre o animal, mas saiba que me reporto ao saber original, antes da igreja intervir no curso das crenças e atribuir a noção que se tem atualmente sobre o corvo. Na terra do criador do personagem, esse animal ainda preserva tal simbolismo. A construção de algo inovador segue o movimento descrito para a luz, conforme simbolizado. Aliás, qualquer produto material desenvolvido, assim o é.  Três corvos aninhados sobre o chapéu é assunto para mais adiante, em outro departamento.

Nosso personagem tinha um ajudante que era um robozinho muito esperto e inteligente: o Lampadinha, cuja foto segue abaixo.

lampadinhaEle tinha um corpo feito de tubos e uma lâmpada fazendo a vez de cabeça.Tenho agradáveis lembranças da inteligência e hiperatividade do ser desenvolvido pelo Professor e que se tornou o seu grande suporte.

Observe mais uma vez a luz presente no personagem que herdou do seu construtor, os fundamentos requeridos e desejáveis. Não basta ao inovador ser uma pessoa integra; a sua obra deve representar tais atributos. E as luvas brancas? cabeça iluminada e mãos limpas?

Pois tal simbolismo representa a firmeza de propósitos e a grandeza de princípios norteadores, incapazes de macular a obra final. Assim deve ser a aplicação de nosso conhecimento no desenvolvimento e condução de um projeto, construindo saber e bem estar ao próximo. A ganância financeira e o desvirtuamento pertencem a outro patamar – o digam os descobridores da manipulação da energia atômica.

Posto isso, até o próximo.

Nota:

* Rich picture: expressão dada ao método de desenhar um esquema de idéias envolvidas, para a resolução de problemas complexos. E para produzir um texto, também.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s